O domingo.

Visitando o blog da Isla, me deparei com um trecho (que ela pegou de um blog) que falou muito por mim...

“Você aí, você leitor que namora há três anos, você pode até ter inveja da minha sexta-feira, do happy hour que eu fui, da festa que eu emendei e da quantidade de gente que eu conheci, mas eu SEMPRE terei inveja do seu domingo.”

No caso, eu sou a pessoa que namora há (quase exatos) 3 anos. Em muitos fins de semana, convivo com a falta das duas coisas, já que namoro à distância. Muita gente fala que sou nova, que estou perdendo o melhor momento da minha vida, blablablá… Mas, analisando tudo, sinto que não estou.

Claro que momentos de farras, mil festas e loucuras com amigos fazem falta. Seria hipócrita se dissesse que não. Mas tudo na vida tem o “lado cheio” do copo, né? Só quem namora sabe o valor de se sentir especial, sentir que existe alguém que se preocupa com você e com quem você pode contar. E o simples fato de sentir o abraço apertado dele, a cada reencontro, faz TUDO ter sentido.

Quanto ao domingo? Bom, mesmo que ele não esteja aqui comigo, eu tenho pra quem ligar na hora do Faustão… #) 

Anúncios

O poder da auto-estima

Sabe aquele dia em que você acorda achando o dia LINDO? Pois é… acordei assim no sábado. Peguei meu carro e fui pra praia. Comi caranguejo, peguei Sol, tomei água de coco, comi doce… enfim! Fiz tudo de agradável q pode ser feito numa barraca de praia… 🙂 (ainda dei beijinhos e joguei papo fora, pq levei meu namorado e meu irmão comigo) 😛

Cheguei em casa e tava me sentindo tão bem q passei um bom tempo cuidando de mim… banho de lua, unhas, hidratação nos cabelos e outros blablablás inerentes à rotina feminina…

Aiai… tão bom se sentir assim! O motivo?! Aaaah… AS MUDANÇAS NA VIDA! ^^

Foi por pouco…

Sexta, 19:30h, voltando do Crato com o boyfriend. Pegamos a básica Topic no shopping e tivemos q sentar lá atrás… Foi Deus, ctz. Chegando em Barbalha, a topic freia e entram dois “passageiros” que, minutos depois, anunciam o assalto. Tremo. Olho para o meu namorado e só consigo repetir: “não reage, dê tudo, dê tudo…”. Não consigo olhar pra frente. De cabeça baixa, escuto as pessoas entregando suas coisas, percebo q a Topic entra numa rua escura, e pela janela, só consigo ver um matagal ao lado… Paramos. Nesse momento, só consigo orar, orar, orar, mantendo a cabeça baixa e as minhas mãos levantadas, segurando meu celular e todo dinheiro q tinha. Nesse momento, percebo q a topic começa a dar ré e eu continuo com meus pertences nas mãos. Levanto a cabeça e vejo que voltamos para a estrada. Eles tinham ido embora. Não vi nada, nem os rostos, nem oq aconteceu exatamente. Só sei que escapamos, GRAÇAS A DEUS. 

Conclusões:

1) Mais uma prova da fidelidade de Deus a mim

2)Topic NUNCA MAIS!

O fundo do Poço…

Essa foto poderia ter sido a representação desse meu  semestre (de uma maneira hiperbólica, claro).. mas não foi. Passei por grandes provações que não cabe aqui citá-las (quem precisa saber, sabe). Chorei, me surpreendi e, principalmente, me decepcionei. E MUITO! Mas é como dizem… Deus sempre escreve certo por linhas tortas (aliás, entendidas por nós como tortas, né, Laís? ;P ) E foi exatamente isso que Ele fez na minha vida! Esteve sempre comigo nos momentos ruins e me fez ver que, ao meu lado, existiam pessoas maravilhosas e que talvez eu nem desse conta do quão maravilhosas elas eram. Como se não bastasse, fez brotar e fortalecer sentimentos e laços de amizade que, inesperadamente, ganharam um significado incrível na minha vida. E tudo que parecia estar dando errado, acabou dando tão certo, mas TÃO CERTO que eu ainda pergunto a Ele se mereço tanto…

Ah! E sabe qual a conclusão que eu tiro de tudo isso?

NO MEU FUNDO DO POÇO TEM UMA MOLA!!

(e eu só espero subir mais a cada dia… ;D )

A Deus e a todas as pessoas que representam as “voltinhas da minha mola” …

OBRIGADA POR TUDO!!

Apanhando feio do blog!

Barra lateral, botar o nome do blog grande, colocar os links dos blogs que acompanho… não sei fazer nadaaaaaa!!! Friends, Help meeeee!

Ps: Depois que aprender, vou apagar esse post pra não parecer tão matuta 😀

Casamento… Pra sempre?

 

Fui a dois casamentos recentemente. Os dois foram muito lindos e bem planejados, todos pareciam completamente felizes. Todas aquelas demonstrações explícitas de amor em fizeram pensar na veracidade dos relacionamentos (inclusive o meu).

O que faz REALMENTE uma pessoa conseguir conviver com outra, dividindo a cama, o banheiro, a pia na hora de escovar os dentes… A VIDA TODA?! Será que é simplesmente AMOR? Será que esse sentimento, mesmo sendo tão intenso entre alguns casais, é capaz de superar TUDO pelo bem da preservação matrimonial? Acho que não…

Acredito que casamento tem que ser bem mais que isso. Acima de qualquer coisa, a principal arma para construir um casamento feliz não é o amor… é o RESPEITO! Respeito?! Sim! Respeito à individualidade de cada membro formador do “casal”, às diferenças (pequenas ou não), ao direito de cada um poder cultivar amizades que não sejam comuns (afinal, vc não consegue ser completamente verdadeira desabafando com o melhor amigo do seu namorado, consegue?), respeito nas palavras usadas em discussões (acredite: se seu namorado te xingar em meio a uma briga e vc não cortar na PRIMEIRA VEZ, isso nunca mais será consertado e seu relacionamento só vai afundar)… enfim! Respeito em todos os significados que essa palavra possa ter.
Um casal que mantém o respeito acaba mantendo também a admiração, a fidelidade e, consequentemente, o amor. Se houve uma traição, talvez não seja falta de “amor”, mas, com certeza foi uma falta de respeito ao seu sentimento e, principalmente, ao que vocês construíram juntos. E se o “infiel” demonstrar arrependimento, gritar aos quatro ventos que te ama… acredite: ele pode estar sendo sincero. Agora, respeito é uma coisa que provavelmente ele não tem mais por você. Cabe a você pesar sua relação numa balança e analisar se vale a pena insistir nisso ou não…
Vejo muitos casais que se dizem super apaixonados se transformarem em verdadeiros cães de briga em desentendimentos. Depois, fazem as pazes e trocam mil declarações como se nada tivesse acontecido. Esse tipo de relacionamento dura a “vida toda”? CLARO QUE NÃO! Com o tempo, o relacionamento se desgasta, a admiração se perde, o amor esfria e a infidelidade fatalmente pode acabar aparecendo.
Portanto, se você quer que o seu relacionamento dê certo e que o seu “pra sempre” dito no altar da Igreja seja realmente PRA SEMPRE, procure cultivar o amor sim… mas, acima disso, procure cultivar o RESPEITO. 
Quanto ao meu relacionamento, tenho medo de que o respeito tenha sido perdido em algumas situações e isso me faz recuar quando me vejo pensando em planos futuros… Desistir de vez? Lutar em busca do respeito eventualmente perdido? Não sei… Vamos ver no que vai dar.

Pra começar… um sorriso!

Já que tava sempre acompanhando os blogs de 3 amigas… resolvi aderir tb! Assim, o contato nas férias fica mantido! 😉
Meninas, adoro vcs! =*
Ah! E, qnt à foto, ela é uma representação do objetivo que quero com esse blog… RIR MUITO! ;P

E, por enquanto, é só, pessoal… #)